Participação com o vídeo “A subtração do Olhar”, no 48º Festival de Inverno da Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil

À procura do que nos foge, ao meu olhar sobrepôs-se um vidro convexo que me fez ver uma outra realidade. Assim, é aqui proposta uma viagem ao passado, em que nós somos os protagonistas e ditamos a regras. Numa nostalgia que sabe bem e nos faz pensar que vale a pena vivermos intensamente o presente que nos cerca. Logo, esse regresso pode ser libertador e purificador, nem que seja por um instante! Porque quando subtraímos poderemos tirar algo mais do que quando acrescentamos.

Ver lista completa

Exposição coletiva “Alice no país das maravilhas”, na Galeria Olga Santos, Porto

“(…) Alice abriu os olhos e viu, surpreendida, que estava novamente no jardim ao lado da sua irmã, e que esta lhe oferecia uma chávena de chá…
Alice pensou – Teria sido tudo um sonho?”

“(…) Quem me dera não ter chorado tanto! disse a menina, nadando por ali, à procura de uma saída. — Agora suponho que serei castigada por isso, afogando-me nas minhas próprias lágrimas! Isso será sem dúvida uma coisa bastante esquisita ! Mas hoje parece tudo tão esquisito!”

Lewis Carroll

Ver lista completa

error: Content is protected !!